Fuja dos investimentos tradicionais

Matéria que fiz para a “Revista do Sescon” (março/2013), sobre investimentos.

Clica ali no “Read more” para ler a matéria inteira.

***

Está no azul e quer investir o seu dinheiro da melhor forma possível?
As aplicações tradicionais, como poupança e renda fixa, já não dão o retorno que davam; conheça alternativas para fazer o seu dinheiro crescer

Em primeiro lugar, parabéns! Você faz parte de uma minoria no Brasil que lida bem com o dinheiro, poupa e quer fazê-lo render através de bons investimentos.

Se você acompanha publicações do setor ou tem um interesse mínimo sobre investimentos, deve saber que as aplicações tradicionais como poupança ou renda fixa já não rendem o que renderam no passado. Se você pensa em investir no médio/longo prazo, está na hora de conhecer e novas e necessárias modalidades de investimento.

“O investidor deverá sair da zona de conforto para poder obter maior rentabilidade e vai precisar de um tempo maior para obter os mesmos retornos que estava acostumado na renda fixa em um cenário de juros altos”, diz Bruno Chizzotti Arrabal, sócio da Manhattan Investimentos, de Campinas.

Read More

Sete anos atrás, Semana 3 era lançado

Na última quinta-feira, 21 de maio, lá se foram 7 anos do início do jornal “Semana 3″, que ajudei a criar com o Zé Ricardo Manini (e também o Silvio Anunciação), quando ainda estávamos na faculdade de jornalismo da Puc-Campinas – e que durou até 2006, quando tinha se transformado em revista.

Lembrei disso hoje quando peguei a “Metrópole”, revista que circula aos domingos no “Correio Popular”, e li um especial sobre Barão Geraldo – eles citam uma edição do “Semana 3″ de dezembro de 2003, especial sobre os 50 anos de Barão como distrito.

Fiquei contente em ver a citação. Mostra que fizemos um bom trabalho, mesmo ainda estudantes sem muita experiência. Lembro de como foi difícil produzir aquela edição: muita pesquisa, idas e vindas aos centro de memória da Unicamp, leitura de livros, muita conversa nas ruas. Faço uma crítica aos jornalistas da “Metrópole”: teve pouca apuração de rua.

Mesmo a matéria com o Vitachi, acredito eu, virou pauta por causa de um perfil (muito legal, aliás) que fiz pro mesmo “Semana 3″, que pode ser lido aqui. Personagens assim em Barão existem aos montes. É só procurar.

Lembro com orgulho e carinho do “Semana 3″ – foi onde aprendi muita coisa, na raça, batendo cabeça, brigando com os sócios e fazendo muita merda, mas também muita coisa bacana. No fim, o projeto se tornou inviável e eu, na fase final tocando sozinho, decidi acabar com tudo meio que do dia pra noite. Virou um tormento como negócio e eu perdi muita grana.

O “Semana 3″ surgiu como um “jornal de bairro” melhorado, com distribuição no distrito de Barão Geraldo, em Campinas. A pauta era local misturada com muita cultura e entrevistas (algumas estão aí no menu à esquerda). Alguns colunistas também davam o ar da graça, escrevendo de graça e eu sou grato a todos. As colunas do Soares Silva eram simplesmente sensacionais – leiam aí. Muito boas mesmo.

Volta e meia sinto falta de fazer um perfil ou uma reportagem de fôlego ou de, sei lá, editar por uma semana um jornal. É uma adrenalina boa.

Read More

Serrote

Li só uns trechos e dei uma olhada geral na “serrote”, revista/livro quadrimestral de ensaios lançada pelo Instituto Moreira Salles. Mas, pelo pouco que pude ver, é material da melhor qualidade. Fui direto pros textos do Mencken – deliciosos, extremamente bem escritos e atuais em sua forma e conteúdo -, escritos em 1925 sobre o “julgamento do macaco”.

Ainda há textos de gente muito boa, como Edmund Wilson, E.B. White, Tostão, aforismas de Franz Kafka etc.

Vale a leitura.

Read More